quinta-feira, 28 de abril de 2011

O que será?


Me peguei pensando em ti. Nas maneiras como você me faz sorrir. Nas vezes que, nunca me deixou cair. Fim? Vírgula? Não, ainda não. Ainda quero seu sorriso pra mim, nem que seja só por um segundo, certo? Quero te tocar, te acariciar. Quero que me envolva em seus braços e me faça sentir segura, protegida... consegue? Desejo sentir o gosto do seu beijo, dos seus toques ... E só por um segundo, bastava. Quero ouvir teus sussurros, tuas palavras ditas com amor. Quero dizer olhando nos seus olhos que eu te amo, amo, e não é pouco. Irei gravar cada sussurro teu. E em seguida, tocar seu rosto, seus lábios... Pode ser que não pertença a mim, tudo bem. Porém se dependesse da minha vontade, pertenceria. O que é pra ser está guardado. E sabe, não importaria se o mundo estivesse na sua terceira guerra mundial no instante que esse momento estivesse acontecendo, desde que estivesse em seus braços, nada mais importaria. Dois seres. Milhares de quilômetros os separando. Um sentimento. Um desejo. Dois corações ligados um ao outro. Uma enorme vontade de querer estar perto e não estar. Amor? Não. Maior que isso..... muito maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário